quarta-feira, 26 de novembro de 2014

O blogue



 


Iniciei o dia com a minha atividade física habitual: a hidroginástica. A aula estava hoje menos frequentada do que o costume. A chuva e o frio retêm em casa todos aqueles que deixaram de cumprir horários. Quanto a mim, não há intempérie que me amedronte. Depois de um pequeno-almoço frugal, pus-me a caminho do ginásio de que sou sócia há 13 anos. Não passo sem este ritual matinal. Preciso do exercício, do convívio, dos risos e da cumplicidade com as outras velhotas que, como eu, estão prontas para as curvas.
Quando cheguei, já a Manuela, a Clarice e a Emília me acenavam. Entrei na piscina e juntei-me àquele grupo de “batráquios” atacados de frenesi. A aula deixou-me hoje derreada.
Exausta, regressei ao balneário, onde a Manuela me contou que tem uma nova empregada, oriunda da Ucrânia. Fiquei deleitada com a perspetiva de poder ter acesso à gastronomia ucraniana. Já ouvi falar da famosa sopa de beterraba.
No jacuzzi, para onde fomos todas pôr a conversa em dia, a Emília contou-me que anda a pensar criar um blogue de culinária. A Emília cozinha lindamente e é um deleite para todos os sentidos sempre que me convida para ir almoçar lá a casa. A sua ideia pareceu-me excelente.
Fui para casa a remoer no assunto. E se eu criasse também um blogue? Assim uma coisa mais genérica? Sobre mim, os meus interesses, o mundo que me rodeia, visto pelos olhos de uma mulher madura?
Depois de concluídas as atividades menores, sentei-me no sofá para uns preciosos momentos de leitura. Aos meus pés, o gato Biju tenta-me roubar a manta lilás que me cobre os joelhos. Enquanto o aroma da infusão de jasmim se propaga pela sala, retomo a leitura do livro “Deaf Setence" de David Lodge (edição inglesa da Harvill Secker). Identifico-me com o protagonista: Desmond Bates. Somos ambos velhinhos, a desfrutar dos prazeres da reforma e das vicissitudes da velhice. O que nos distingue é a surdez. Eu continuo a ter ouvidos de tísica. Nada escapa à minha audição apurada. Às vezes, até ouço o que não devo!
Li duas páginas, mas os pensamentos estavam dispersos. A ideia do blogue não me deixava em paz. Resoluta, telefonei ao meu neto Vasco de 13 anos para vir almoçar comigo e ajudar-me nos complicados meandros da Internet. Ainda sou uma novata nestas andanças.
E é assim que embarco nesta aventura virtual!

Miss Smile


9 comentários:

  1. Coragem! Estou feiz com a tua decisão!
    Beijino

    Emília

    ResponderEliminar
  2. Sei que vais ser uma leitora assídua! Obrigada.

    ResponderEliminar
  3. Depois de me teres contado esta novidade, tinha que vir aqui comentar! Que surpresa boa! Fica a aguardar mais desenvolvimentos

    Cecília

    ResponderEliminar
  4. Obrigada e espero que passe por este cantinho de vez em quando.

    ResponderEliminar
  5. Prefiro ter o meu .....bloco( de apontamentos) . Não fazer p.f. , juízos precipitados , conotados com a esquerda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois cada um utiliza o método que mais lhe convém. Quanto a juízos precipitados, fique descansada(o), pois precipitação é coisa que, feliz ou infelizmente, se vai perdendo com a idade...

      Eliminar
  6. Já sou seguidora e fã :)
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
  7. Gosto sempre de saber como tudo começa. :)

    ResponderEliminar