terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Tem gato novo no pedaço!





E não, o Mestre Biju não tem um novo companheiro para partilhar as brincadeiras. Aqui há realmente gato, mas é um gato de outra espécie. Mas antes de ir direta ao assunto, vou aguçar a vossa curiosidade, perguntando, por que é que as aulas de hidroginástica passaram a estar completamente lotadas a um determinado dia? Há quem chegue 15 minutos antes da hora para marcar lugar na linha da frente. Bom, a resposta não é tão mundana como parece - há um novo professor. Mas não é um professor qualquer. Digamos que se trata de alguém bem-apessoado, dono de um corpo verdadeiramente escultural. Em suma, um Adónis, de calção e t-shirt justos.
O mulherio anda numa excitação incontrolável. A notícia rapidamente se espalhou e, mesmo as senhoras menos assíduas que, no inverno, gostam de se deixar ficar no vale dos lençóis até mais tarde, passaram a comparecer a horas. Há muito tempo que já não se via as aulas tão concorridas. Já aconteceu a aula ter de ser interrompida para que se pudesse aumentar a zona da piscina reservada à hidroginástica, porque aquilo era um verdadeiro corrupio, uma roda-viva. O afã tem sido tal que parecem coelhos a sair ininterruptamente da cartola. Não param de chegar. Umas a correr, desafiando o piso escorregadio, outras num passo mais vagaroso, todas se encaminham para a aula de hidroginástica. Atenção que não é para a aula de natação que decorre ali mesmo ao lado, na outra parte da piscina, e cujo professor não foi abençoado com os mesmos atributos. E enquanto o professor exemplifica os exercícios com o tubo, imperturbável e seguro, elas vão soltando risinhos e gracejos brejeiros, referindo-se maliciosamente ao tubo como “o chouriço”. Quando o professor pede que coloquem o tubo (“chouriço”) entre as pernas e nadem até ao outro lado da piscina, é a loucura! Riem-se às bandeiras despregadas e gritam audaciosamente “Ai, cuidado com o meu chouriço!” Só lhes falta arrancar as tocas umas às outras! E as aulas decorrem neste ambiente de grande algazarra. A ruidosa manifestação de apreço pelos dotes físicos do professor prolonga-se nos balneários, entre risadas e gritinhos de satisfação.
- Benza-o Deus!
- Abençoados paizinhos!
- Que corpinho… até fere a vista!
E todas riem em uníssono, contagiadas pelos risos umas das outras, unidas no propósito de se esquecerem dos problemas, do reumático e da solidão. E eu posso jurar que, nesse momento, parecem um grupo de adolescentes a viver as primeiras paixões, lançadas numa montanha russa de emoções e excitações. E a verdade é que, nesses momentos, todas parecem mais novas e mais bonitas.


8 comentários:

  1. Há vaga para mim?
    Adelaide

    ResponderEliminar
  2. eheheh o que eu me ri a imaginar a cena

    ResponderEliminar
  3. Todas precisamos destes momentos de delírio e de boa-disposição. Só faz bem à saude.
    Emília

    ResponderEliminar
  4. onde é que fica esse ginásio?

    ResponderEliminar
  5. E a menina não se rende aos encantos do professor?
    António

    ResponderEliminar
  6. A parte do "chouriço" é particularmente audaz. Tem a certeza que não há menores de 18 anos a ler este blog? :)
    Rosa

    ResponderEliminar
  7. é uma óptima motivação para sair da cama de manhã

    ResponderEliminar
  8. gostei muito do texto, tem muito sentido de humor

    ResponderEliminar