segunda-feira, 28 de setembro de 2015

O Deus das segundas-feiras




Rodney Smith

A aula terminou com uma eloquente salva de palmas. É assim que nós, simples e volúveis mortais, agradecemos ao Deus grego que desce do Monte Olimpo todas as segundas-feiras de manhã para nos dar uma aula de hidroginástica. Por fim, o Deus, poderoso e autoconfiante, uma verdadeira fortaleza espiritual, desliga a aparelhagem e encaminha-se para as escadas de saída da piscina que as devotas galgam com uma agilidade inusitada, disfarçando artroses, estremeções parkinsonianos e outros petiscos que constam do cardápio do idoso. Lançando-lhe olhares rapaces, que arrancariam as vestes a qualquer mortal, mas não a um Deus - ainda por mais, heleno – despedem-se com exaltação e desfazem-se em mesuras, genuflexões e vénias. Destoando deste cenário, a M. mantém-se numa posição flutuante. Com as bochechas muito vermelhas, talvez mais pronunciadas do que o habitual, solta um suspiro lânguido. Arqueio as sobrancelhas numa interrogação silenciosa, apenas legendada com um sorriso. Com um bater de pernas vigoroso, aproxima-se de mim e pergunta-me baixinho, soltando uma espécie de cacarejo, se não reparei na insistência do olhar do professor. Respondo-lhe que sim, que notara que, naquela manhã, o seu olhar se perdia numa direção. Num remoque descabelado, confessa-me despudoradamente que sentira o seu olhar pousado nela toda a aula. Ainda a flutuar, como que sustentada por uma espécie de regozijo sensual, bate as pernas até à saída da piscina, onde o Deus longilíneo a espera. Não tenho coragem para a desenganar. Não consigo explicar-lhe que o olhar divino, embora procurasse realmente a sua direção, via, na verdade, para além dela. Certamente enfadado do néctar do Olimpo, parecia acalentar o desejo de querer saborear outra iguaria, deleitando-se com uma presença fulgurante que, na outra extremidade, entrava graciosamente na água tépida da piscina, enfiada num fato-de-banho que evocava as rendas e transparências de um desfile de roupa interior. Movida por um impulso perigoso para a sua idade, vejo a M. a propulsar-se para fora da piscina, lançando-se num dia cheio de promessas, toda ela uma alegria líquida e afoita.


20 comentários:

  1. Um texto saboroso, Cara Miss Smile.
    A M., inspirada, ágil e deleitada.Um
    princípio de semana nada mau.:)
    Bj
    Olinda

    segunda-feira quando tudo parece

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As segundas começam sempre sob os auspícios divinos deste professor que, para além de curar todos os males, transforma também a água da piscina em água benta...

      Um beijinho, Olinda, e uma boa semana

      Eliminar
  2. Ai, ai, Miss Smile,
    Olhe que o seu fato de banho é agent provocateur...
    Boa segunda feira,
    Outro Ente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Outro Ente, o meu fato de banho "agent provocateur"!? Jamais! Há coisas que não ficam bem em senhoras de idade. O meu é mais do género "col roulé" :)
      A portadora de "l´agent provocateur" participava nas aulas de natação que decorriam na outra extremidade da piscina. Quando saía da piscina para exercitar o mergulho, pingando sensualidade e sei lá mais o quê, abalava a serenidade divina...

      Um beijinho e boa semana

      Eliminar
  3. Miss Smile.
    A ilusão é um excelente bálsamo rejuvenescedor.
    Frequento aulas de hidroterapia mas infelizmente não tenho essa sorte :)
    Um beijinho com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma certa ilusão na vida faz milagres. E eu já tenho assistido a alguns, às segundas-feiras, naquela piscina :)

      Um beijinho, também com carinho, Fê

      Eliminar
  4. Esplêndido texto. Vejo que já recuperou um pouco a sua boa disposição e folgo com isso. Nós , só ganhamos :). Bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou-me a recompor. Há dias melhores, há dias mais difíceis. De qualquer forma, assumo esse compromisso perante mim mesma e perante as pessoas que gostam de mim e pelas quais me sinto também responsável.

      Um beijinho, Virginia, e obrigada

      Eliminar
  5. Ahahahaha!
    Como me diverti com a excelente auto-estima da sua colega de braçadas :)))
    Mais tarde ou mais cedo vai perceber que os doces olhares se dirigiam a outra e esperemos que isso não a entristeça...!
    Adorei o texto.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, também eu espero que não o descubra tão cedo. Se é para sonhar acordada, que sonhe durante muito tempo, que faz muito bem à saúde e à cútis, dizem os entendidos.

      Um beijinho, Papoila

      Eliminar
  6. O Deus Grego por interpostos olhares contribuiu para deixar alguém feliz. A nós proporcionou-nos um belo texto, Miss Smile. Benditos olhares, o dele e o seu sempre perspicaz.
    Beijos, Miss Smile.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há realmente olhares que abençoam. Claro que, vindos de um Deus grego, o efeito é ainda mais fulminante. Que o diga a M. que estava mais "remoçada" depois da aula :)

      Um beijinho, Maria

      Eliminar
  7. É bom sentir que reparam em nós...contribui para o fortalecimento da nossa auto-estima. A Miss Smile, de uma forma muito graciosa, permitiu que senhora tivesse o seu momento áureo do dia :).
    Gostei muito de ler, MS.
    Fica um beijo com carinho:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem toda a razão, Sandra. Todos precisamos de atenção e, neste caso, o olhar de um homem atraente, opera milagres. Compreendi perfeitamente o que a M. sentiu. Como poderia eu desfazer o seu sonho?

      Um beijinho, também com muito carinho :)

      Eliminar
  8. O exercício físico é um bálsamo para o corpo e para a alma. Felizmente, tenho essa experiência.
    Belo texto... Tem pernas para andar, ou seja, presta-se a novos desenvolvimentos, capítulos.
    Deixo um beijo, Miss Smile.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confirmo que o exercício é um verdadeiro bálsamo para o corpo e para a alma. Além disso, proporciona outros extras, como é o caso da M. :)
      Quantos aos novos desenvolvimentos, estarei atenta...

      Um beijinho, Isabel

      Eliminar
  9. rsrsrs...
    Pelo menos, a inocente da M. sentiu-se poderosa, embora o olhar do "Deus grego" não lhe fosse destinado.
    Ótimo e descontraído texto.

    Foi um prazer revê-la, Miss Smile.

    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Poderosa" é o termo certo para descrever o estado de espírito da M..
      Foi um prazer ser revisitada :)

      Um beijo, Vera

      Eliminar
  10. E a M. apanhou uma (má) surpresa.
    Cautelas e caldos de galinha....
    Beijinhos, bom resto de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por enquanto, a surpresa ainda tem os seus efeitos positivos. Por vezes, também faz bem viver sem cautelas e sem caldos de galinha. A M. é uma senhora madura que encarará certamente este engano com algum sentido de humor.

      Beijinho, Pedro

      Eliminar