segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Todos temos...



Todos temos um amigo morto
e um amor que partiu, ao amanhecer,
e nos deixou a luz feita em pedaços.

Um pai e uma mãe que se esgotam
... uma foto em Lisboa, um cão tonto,
dois ou três livros, quatro ou cinco quadros.

Todos temos uma rua escura,
uma avenida que nos reconhece,
uma árvore velha e um antigo pátio.

E a certeza de que tanto é nada,
a desgraça de ser o que perdemos,
a sorte de viver para contá-lo.

 
Angél, Mendonza, Criatura VI 




8 comentários:

  1. Bela partilha, Miss Smile.
    Mas também temos o outro lado... Só que às vezes há dificuldade em encontrá-lo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos muitos lados, muitos encontros e desencontros.

      Um beijinho, Isabel

      Eliminar
  2. Vou-lhe contar uma coisa Miss Smile, ainda agora mesmo estive a ouvir este maravilhoso adagio de Rachmaninoff, depois de ler o poema, e a percorrer a sua lista de "notas preferidas", encantada com a descoberta...abrindo mundos, que também são seus, por aqui e por ali.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este adagio é tocado por Ashkenazy de uma forma sublime. Não me canso de ouvir...
      Finalmente, apresento uma lista de blogues que leio. Já não era sem tempo :)

      Um beijinho

      Eliminar
  3. Gostei muito. Não conhecia. Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu é que agradeço o seu comentário, Gábi :)

      Um beijinho

      Eliminar
  4. Todos temos, é verdade.
    Também temos lados que só entendemos.
    Muito belo.

    Beijinho Miss Smile

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também achei muito bonito.

      Um beijinho, Maria

      Eliminar