sábado, 26 de dezembro de 2015

À minha Família



Todos compareceram de coração polido e perfumado. Corações que se deixaram ver, como pirilampos acesos na noite. Sentados à mesa, partilhámos a mesma refeição, mas alimentámo-nos da amizade profunda que sentimos uns pelos outros. Inspirámos odores e conversas reconfortantes, como sonhos antigos e felizes. Deliciámo-nos com os cantos das crianças, leves como beijos. As crianças que crescem tão rapidamente, ensinando-nos que o tempo se desfaz continuamente nas nossas mãos. Neste Natal, estávamos todos presentes, sem a ameaça dos gemidos das sirenes do ano anterior, lembrando-nos quão fugidia é a felicidade. Neste Natal, os desejos incluíram-nos a todos. Vivemo-lo como numa nuvem de seda - de faces rosadas e olhos molhados, com a alegria colada nos cantos da boca, doce como o mel na garganta. Os nossos corações responderam a todas as perguntas antes de nos irmos embora. Fazemos caminhos diferentes, mas todos os dias aprendemos coordenadas uns com os outros. Somos amigos. Demos os braços e demos as mãos. Uma boa mão não é leve nem é pesada. É aquela que se aninha na nossa, formando a outra metade da concha. E o mais importante numa boa mão são os ossos. Têm de ser macios e flexíveis para suportar os ventos que agitam a vida. É por isso que as mãos enrugadas do meu pai e da minha mãe são as mãos mais macias que conheço. Foi tão bom receber-vos a todos. Muito obrigada.


12 comentários:

  1. Optimo! Vejo que foi um Natal harmonioso que mais se pode desejar?
    Saborear e agradecer. Beijinhos e continuação de Festas Felizes-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Papoila. Só me resta agradecer e saborear esses doces momentos.

      Um beijinho e continuação de Festas Felizes

      Eliminar
  2. Que bom Miss Smile, ter a família inteira reunida à mesa com saúde, paz e alegria.
    Faço votos que reúna com todos, à semelhança deste ano, e em espacial com o par de mãos que lhe são as mais delicadas, durante muitos anos.
    Fica um beijo com carinho e continuação de festas felizes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Sandra. Que todos tenhamos o privilégio de comemorar muitos Natais junto dos que nos são queridos.

      Um beijinho de amizade e continuação de Festas Felizes

      Eliminar
  3. Vinha aqui com a minha mão em concha, mas reparei que tem um calo da esfregona (de limpar os chichis do cão), está ressequida (do frio), tem um corte a sorrir no polegar (da tesoura de trinchar), e talvez esteja a ficar leve (da osteoporose); serve?

    Que feliz tão Natal esse, querida Miss Smile. :)
    Um beijinho (de contentamento).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tua mão é uma concha perfeita. E apesar de todas as histórias que ela conta, posso assegurar-te que ela é macia como seda, tal como o teu coração. Obrigada por ma estenderes :)

      Um beijinho (também de contentamento)

      Eliminar
  4. Respostas
    1. E, na verdade, basta que cada um se dê inteiro para que o todo seja uma maravilha.

      Um beijinho, MS

      Eliminar
  5. O Natal é exactamente isso. Infelizmente as mãos dos meus pais há muito que nos deixaram, mas temos os netos e os seus risos e brincadeiras, a música de Bach tocada em uníssono, mística e felicidade simples.
    Bom Domingo Miss :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é isso, Virginia. O toque das mãos dos seus pais perdura na música de Bach tocada em uníssono. A felicidade é sempre simples.

      Um beijinho e um bom domingo :)

      Eliminar
  6. O espírito natalício acompanhou-vos em pleno, deixando-vos o coração inundado e as mãos carregadas de doces momentos. Espero que perdure por muitos mais natais. Beijinho MS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também o espero. Embora nem tudo dependa de nós, podemos fazer muito pela qualidade dos momentos.

      Um beijinho, GM

      Eliminar