segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

É dentro de ti



Não ouças o rouxinol. Ou a cotovia. É dentro de ti que toda a música é ave.

Eugénio de Andrade / Encostas a Face, in Branco no Branco





6 comentários:

  1. A Música é aquilo que nos eleva mais na Vida. Sem ela, penso que não sobreviveria. Bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A arte confere-nos dignidade. A música, ao contrário da escrita, não está confinada a um tempo. Faz-nos levantar voo, como uma bailarina, e torna-nos melhores pessoas. Li o seu interessante post sobre o documentário “The Lady in number 6" que relata a história de vida de Alice Herz-Sommer, a mais idosa sobrevivente do holocausto, e o papel crucial que a música teve na sua vida. A música salvou-a. De facto, ouvir e tocar música é a forma mais bela de dar forma à vida.

      Um beijinho, Virginia

      Eliminar
  2. eu diria:

    procura ouvir o rouxinol e a cotovia, para que toda a música dentro de ti seja ave.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Procura-os, sim, mas não te esqueças que o belo está para além das coisas. Quando não se sabe identificar o canto do rouxinol ou da cotovia, ouvi-lo não significa nada. O belo é sempre uma interpretação. O que é belo toca o que há de mais premente em nós. O belo corporiza ternura, arrebatamento, calor, promessa e esperança. Tudo coisas que vêm de dentro. O céu pintado por van Gogh é muito belo, mas van Gogh não pinta o céu. Pinta a emoção de quem vê um céu estrelado. Quanto maior for a emoção (e a gratidão, acrescentaria ainda), mais alto será o voo.

      Um beijinho, Teresa

      Eliminar
  3. Melodia interior, music in me.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é com essa melodia interior, escrita ao sabor das nossas circunstâncias, que vivemos os dias e damos sentido ao que vemos.

      Um beijinho, Pedro

      Eliminar