quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

The Joy Business



Gosto muito da voz deste músico de rua que, infelizmente, já não está entre nós. No vídeo, Roger Ridley diz, com desprendimento, que está no negócio da alegria e que a sua função consiste em levar alegria às pessoas através da música. O que ele faz não tem preço. Não está à venda e não pode ser comprado. A alegria e o prazer que nos proporciona são gratuitos. Resultam da sua liberdade de escolha e da sua generosidade. A entrega com que canta regozija-nos, aquece-nos o coração, resgata-nos, por momentos, da implacabilidade dos horários e da superfície baça do quotidiano. A alegria é uma coisa gratuita que nos enriquece. É uma maneira de ser que se revela nos momentos mais inesperados, um modo de viver que se apreende, uma postura que nos torna mais presentes. A alegria é desinteressada, é amiga e, porque nos toca, humaniza-nos. As pessoas mais alegres que conheci nem sempre eram as que soltavam as gargalhadas mais sonoras. Não faziam palhaçadas, não contavam constantemente anedotas. Eram, sim, pessoas espontâneas, de riso fácil e esperança nos lábios. Onde quer que estivéssemos, faziam-me sentir em casa. Curiosamente, eram pessoas de lágrima igualmente fácil, porque quem é alegre consegue ser, também, infinitamente triste. A alegria e a tristeza estão costuradas uma à outra. Nem sempre conseguimos virar a tristeza do avesso e escolher ser alegres. Mas há dias em que conseguimos deixar a tristeza para o dia seguinte, como quem adia uma tarefa indesejada. Por vezes, confiamos demasiado na tristeza, acreditando que ela nos basta. Mas não é verdade. É a alegria que nos faz arriscar, sair da nossa visão parcelar das coisas e ousar novas abordagens. A tristeza é necessária. Sem ela, não haveria alegria. Mas é a alegria que nos inebria e proporciona instantes de liberdade. Refiro-me à alegria espontânea que encontramos nas coisas simples, como abraçar um filho, cuidar de um jardim, chorar de tanto rir com um amigo, ou, simplesmente, não fazer nada, entregando-nos, com simplicidade, à gratuidade. Fazer aquilo que, aparentemente, não nos dá nada é, por vezes, a melhor forma de nos tornar a todos um pouco mais felizes.


32 comentários:

  1. Coisas simples como ler um texto de uma pessoa bonita ao pequeno almoço, e ficar com uma paz no coração, que entrou inesperadamente.
    Querida Miss Smile, que o teu dia seja de alegria. :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu é que és bonita e generosa, querida Susana. O que vês nos outros está simplesmente em ti.

      Um beijinho e um sábado cheio e alegria :)

      Eliminar
  2. Por vezes risos de dia são lágrimas na almofada...é isso a vida.
    As duas andam de mão dada, alegria e tristeza, como o palhaço rico e o palhaço pobre. E já agora a saúde e a doença...está tudo casado, num casamento que só assim é feliz.

    Um beijinho, querida Miss Smile, com música pela rua. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É tão verdade o que escreves. É como os dois lados de um vestido. Embora sejam diferentes e não coincidam, o avesso e o direito são a mesma coisa. Só assim faz pode ser vestido.

      Um beijinho, querida Teresa, com muita música pelo campo :)

      Eliminar
  3. lindo!

    momentos velozes em que o tempo pára.


    abç

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o tempo humaniza-se.

      Um abraço e bem vinda :)

      Eliminar
  4. "A alegria e a tristeza estão costuradas uma à outra." - Belíssimo porque extraordinariamente verdadeiro.
    Que bom poder ler este texto!
    Beijo, Miss Smile.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel. É com essa duplicidade que vamos tecendo a malha dos nossos dias.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  5. Boa tarde, o texto é maravilhoso, ouvir Roger Ridley é excelente, existe outros.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, AG. Roger Ridley é o meu favorito, mas existem outros igualmente bons, é verdade.

      Um abraço e um sábado feliz :)

      Eliminar
  6. ~~~
    ~ Que 'post' excelente!

    Não conhecia Roger Ridley, pelo que, andei a pesquisar.
    Acabou por chamar a atenção de Mark, que o gravou na
    rua e foi a inspiração para o «Playing for Chance»...

    Uma história muito bonita. Vale a pena pesquisar...

    ~ ~ 'mister tube tributo a roger ridley' ~ ~
    e
    ~ ~ 'playing for chance'~ wikipédia ~ prefere a inglesa.


    ~ Querida Smile, a tua dissertação sobre a alegria é muito
    bela e emocionante.
    É por coisas como estas, que te acho linda, sem nunca te
    ter visto, porque tens um coração e alma muito bonitos.

    Sou uma pessoa alegre e positiva, emociono-me facilmente,
    mas dificilmente choro. Devo ser uma exceção à regra!l: ))

    Para lá da alegria natural, também gosto de distribuir
    sorrisos e fico muito feliz quando consigo iluminar o
    rosto triste de um idoso.

    ~~~ Beijinhos, querida Smile. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Majo. Mais uma vez, é a generosidade do teu coração a expressar-se.
      Conheço já há algum tempo o projeto “Playing for Chance” que integra excelentes músicos de todo o mundo. Já publiquei aqui algumas músicas. É fascinante ver e ouvir músicos de várias partes do mundo a tocar a mesma música, unidos pela mesma partitura.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  7. Miss Smile,

    Gosto muito da maneira como traz à superfície aquilo que nos vai na alma.
    A música tem esse de dom de fazer parar o tempo (embora se desenvolva nesse mesmo tempo) e de nos tirar da «superfície baça do quotidiano». Aliás, toda a arte de qualidade terá esse dom. Os seus textos também e enriquecem e alegram os nossos dias, como se percebe pelos comentários. :)

    Um beijinho, Miss Smile

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, querida Princesa. A vossa presença e comentários contribuem também para alegrar e enriquecer os meus dias.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  8. Que maravilha de texto, MIss Smile:)
    O ser humano consegue ser admirável, falo daquele cuida da Terra com os seus gestos simples, espontâneos, genuínos e desinteressados.
    Gostei muito, mas muito, muito, muito.
    Beijinho com um sorriso embaciado pelos olhos rasos de água.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Sandra, o teu comentário – também ele, espontâneo, genuíno e desinteressado – fez-me ficar com o olhar enevoado. Será do vapor que se desprende da chávena de chá que tenho à frente?
      Muito obrigada por vires aqui enriquecer este blogue.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  9. comecei o dia aqui, e regresso agora... obrigada Miss, pela serenidade e alegria :)

    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As tuas visitas também me trazem muita alegria, querida Ana :)

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  10. Retive duas frases deste texto lindíssimo, Miss Smile: uma, a Isabel Pires já referiu. A outra, "A tristeza é necessária. Sem ela, não haveria alegria.", é exactamente aquilo que eu (me) tento explicar há anos — a necessidade da tristeza.

    Um grande beijinho, minha querida :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A alegria e a tristeza são necessárias, sim, querida Blue. Já a dose certa para cada uma delas depende da nossa própria definição de equilíbrio.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  11. Também acho que tristeza e alegria andam de mãos dadas, pois é nos momentos de tristeza que mais damos valor aos momentos de alegria, ás pequenas coisas, aos momentos bons e felizes. Um sem o outro não podiam existir. São os dois pratos da balança. Beijinho MS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, GM, dois pratos na balança que vamos tentando equilibrar na correria dos dias.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  12. Além deste belíssimo texto, ainda lhe agradeço por me ter dado a conhecer alguém que não conhecia. Aí vou eu para o You Tube, ver se o encontro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Carlos. Vale a pena conhecer outras músicas que fazem parte do projeto. Deixo-lhe aqui alguns links de Roger Ridley:

      https://www.youtube.com/watch?v=Us-TVg40ExM
      https://www.youtube.com/watch?v=Es3Vsfzdr14
      https://www.youtube.com/watch?v=lkwbBfIOdhw

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  13. Miss Smile contribuiu com a dose que faltava de alegria no meu dia, vou dormir, mais distante da tristeza... obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manelito, espero que, quando acordar, esteja mais perto da alegria :)

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  14. Posso assinar o comentário do Carlos???
    Inteirinho!!
    Bjs, bfds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim :) A caneta está em cima do balcão, ao lado do livro de reclamações.

      Um beijinho e um sábado feliz :)

      Eliminar
  15. Sim a música, a felicidade e o dar abnegadamente andam de mãos dadas :)


    Blog LopesCa/Facebook 

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De mãos dadas e dedos enlaçados...

      Um beijinho e um domingo feliz :)

      Eliminar
  16. Gostei e gosto de pessoas assim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também, Gábi. Para lá de muito.

      Um beijinho e um domingo feliz :)

      Eliminar