sexta-feira, 10 de março de 2017

Como uma laranja aberta



Nestes dias solares, aponto o rosto na direção do sol e logo uma infinidade de memórias vem até mim, relembrando-me que a duração do tempo não tem tempo. Coisas que guardo para mim própria e que se reacendem quando fecho os olhos. A luz suave do sol a flutuar no mar crepuscular, o grito das gaivotas a mergulhar no mar, as manchas de sal na sombra aveludada da pele, o aroma do alecrim nas longas tardes de verão, o brilho nos olhos da minha amiga R. que dizia “vamos mudar o mundo”, o rio transformado em meio mar a transbordar nos dias de tempestade, a porta de sair para o mundo da casa da minha avó, o sabor do vento nos ramos da vetusta alfarrobeira, a terra morna debaixo dos pés, o balouçar da saia à volta das pernas, os limites do corpo a flutuar em liberdade, a paixão pelo campo, a alegria renascida ainda antes do dia nascer. A simples certeza de ser e viver. Pequenos tesouros que cintilam de esperança, como uma laranja aberta, sumarenta e doce a nascer-me dentro do peito.


14 comentários:

  1. Simples, como deveria ser sempre a vida.
    :)

    ResponderEliminar
  2. que coisas tão boas, Miss Smile.
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Memórias cintilantes que avisto de perto nos dias de sol :)

      Eliminar
  3. Que bom seria se esses pequenos tesouros cintilantes,feitos de esperança, nascessem dentro do peito de todos os que sabem que existem...Acho que, para isso, é preciso possuir recordações muito, muito boas, acerca daquilo que se deixou para trás.

    Um beijinho, querida Miss Smile. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O segredo está em guardar o verde das coisas :)

      Um beijinho, querida Janita

      Eliminar
  4. Memórias doces e sumarentas como uma laranja madura.
    Que bom deve ser esse sentir querida Miss Smile.

    Um beijinho

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma laranja que é como um sol :)

      Um beijinho, querida Fê

      Eliminar
  5. é uma belíssima comparação... tenho saudade das laranjeiras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu do perfume doce e flúvio da flor de laranjeira :)

      Eliminar
  6. A luminosidade do dia espelhada na luminosidade da alma :)
    Dorme bem, Miss:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É nesse espelho que me sinto em casa :)

      Um sábado feliz, ana :)

      Eliminar
  7. Boa tarde, o sol trás as as memorias ao de cima, memorias que continuam fortes como uma alfarrobeira.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquela alfarrobeira criava uma sala com as suas ramadas. Mas deixava entrar sempre uns raios de sol :)

      Eliminar