16/03/2017

Palavras que não salvam



E há palavras que são lançadas como pedras. Atraídas pelo abismo, começam a rolar, lentamente ao princípio, mais rapidamente depois, vertiginosamente por fim. Rolam, saltam penedos, esmagam, destroem tudo à sua passagem impetuosa até que encalham violentamente na lama viscosa de um vale sombrio. Depois, fica apenas o vazio, a imobilidade e o barro que acaba por se desfazer.