domingo, 26 de março de 2017

Pastora de pensamentos



Hoje, vou enxotar todos os enxames de palavras que, em lento rodopio, tentem pousar nos meus pensamentos. Não vou deixar que essas fazedoras de ordem precária me seduzam com terras prometidas, sonhadas, recordadas. Não vou permitir que me entrem na garganta e se alojem no peito. Hoje, vou deixar os pensamentos amorfos. Não vou vesti-los de sintaxe, semântica, concatenação. Vou pastá-los à chuva, como um rebanho de ovelhas, unido numa mudez mansa.