12/02/2018

Escre(ver)





O céu entre duas linhas de uma folha azul.
O rasto de um avião na marca da borracha no papel.
Um dia de sol a encher uma página.
O zumbido de uma abelha a lápis amarelo.
Um pedaço de relva agrafado a uma nota de rodapé.
Um gato enroscado numa palavra.
Um ninho de andorinhas no frontispício de um caderno de apontamentos.
Duas orações coordenadas no caule ramificado de uma margarida.
Pontos finais nas asas de uma joaninha.

O meu jardim de inverno.